fbpx

O que é a desratização?

Desratização é a eliminação de ratos em um determinado local. Existem diferentes métodos que podem ser usados para exterminar os roedores. No entanto, lembramos que todo o controle de pragas deve começar com a prevenção e para isso, recomendado atenção às nossas dicas para o Controle Racional de Pragas.

Portanto, tendo em mente que a desratização é um método de combate aos roedores que visa eliminar ratos em um determinado local, precisamos saber como a desratização é feita e como ela funciona.

Vamos apresentar aqui a desratização química, mecânica ou física e a biológica para que você possa saber quais tipos existem. A Ecologic presta o serviço de desratização química mas orientamos sobre como prevenir fisicamente a infestação de ratos em seu ambiente. Não fazemos desratização biológica. Aliás, para outras pragas o controle de pragas biológico pode até ser interessante e faz parte de nossos serviços, com o uso de Bacillus thuringiensis israelenses (Bti) e Bacillus sphaericus no combate à mosquitos, mas definitivamente não consideramos para realização de desratização.

Os tipos de desratização podem oferecer excelentes resultados e a escolha de qual deve ser utilizado fica a critério do profissional que avaliará o local e quantidade de animais estimados.

Como é feita a desratização?

Desratização com controle biológico. 

Esse tipo de desratização não é recomendado pela Organização Mundial da Saúde pois traz risco a saúde das pessoas que vivem ou até mesmo frequentam o local onde o produto é utilizado. Um exemplo é a utilização de bactérias que além de trazer sofrimento aos roedores, trás riscos ao ser humano e animais de estimação.

Como dito acima, não prestamos esse tipo de serviço.

Desratização com controle mecânico ou físico.

Esse modelo de desratização é amplamente utilizada. São espalhadas diversos tipos de armadilhas como gaiolas e nessas armadilhas são colocadas iscas de acordo com tipo de roedor encontrado.

Existem ainda outros métodos físicos como ultrassom e placas de cola. O ultrassom é utilizado para afastar os ratos por meio de um som imperceptível para seres humanos mas que afasta os roedores. É um método que não tem uma boa eficácia. 

As placas de cola são consideradas cruéis com os animais por causarem agonia e mal estar além de não serem muito eficazes não sendo assim utilizadas nos dias de hoje.

Barreiras físicas também são uma forma de combate, mas neste caso estão ligadas a prevenção.

Quando devemos utilizar a desratização mecânica?

Esse tipo de desratização é uma das melhores forma de se combater ratos em locais onde não se deve utilizar a desratização química. Os raticidas podem as vezes causar danos ao ambiente ou ainda serem consumidos acidentalmente por animais domésticos e crianças.

As armadilhas são colocadas em locais estratégicos evitando que sejam encontradas facilmente por crianças e animais domésticos.

Entretanto, nem sempre é possível utilizar esse método pois nem todas as espécies de roedores caem nas armadilhas.

Desratização com controle químico. 

Nesse método, a desratização é feita com substâncias para eliminar os ratos. São tóxicas e só devem ser manipuladas por profissionais treinados e com as devidas proteções para manusear esse material.

Esse método não causa sofrimento aos ratos, mas pode ser perigosa para animais de estimação se utilizados produtos ilegais como o “chumbinho” que pode matar até uma pessoa. 

Ainda neste sentido, precisamos fazer aqui um alerta sobre o “chumbinho”, que é um produto clandestino, irregularmente utilizado como raticida. Não possui registro na ANVISA nem em nenhum outro órgão de governo.

É um produto irregular, geralmente fabricado e comercializado por quadrilhas de contraventores, com pouca eficiência, possuem elevada toxicidade aguda, de forma que a morte do roedor ocorre poucos instantes após sua ingestão, o que dá a falsa impressão ao consumidor de que o produto é eficiente. Mas as colônias de ratos não funcionam assim. Normalmente o animal mais idoso ou doente é enviado para “provar” o novo “alimento”; como ele morre em seguida, os demais ratos observam e fogem.

Ou seja, o problema não foi resolvido, os roedores apenas passaram para a vizinhança e continuam circulando pela região. Ao contrário, os raticidas legais, próprios para esse fim e com registro na Anvisa (denominados cumarínicos), agem como anti-coagulantes e a morte do animal é mais lenta, fazendo com que todos os ratos da colônia ingiram também o veneno, assim exterminando-os de forma mais eficiente, ainda que leve mais de tempo, apenas requerendo um pouco de paciência e disciplina por parte do usuário.

Inclusive, a compra, venda e uso de “chumbinho” é crime e deve ser denunciada junto à ANVISA, que pode ser feito pelo email ouvidoria@anvisa.gov.br, pois representa um grande risco para a nossa sociedade.

Não existem raticidas na forma liquida que sejam legalizados e liberados para a desratização. 

Aqui na Ecologic utilizamos sempre substâncias liberadas pela ANVISA.

Quando devemos utilizar a desratização química?

A desratização química é rapida e eficiente para o controle de roedores. Esse método deve ser realizado apenas por profissional que saiba como proceder e onde aplicar o praguicída.

A desvantagem da desratização química é o uso de substâncias altamente tóxicas. No entanto, isso não é um problema quando realizada por profissionais capacitados. O risco de um raticida ser ingerido é bem remoto pois a maioria dos raticidas de qualidade possuem uma substância chamada nitres que é bem amargo e previne o risco de ser ingerido acidentalmente por crianças e animais de estimação. 

Controle Racional de Pragas e a prevenção.

É importante conhecer os métodos combate e eliminação de roedores, mas mais importante é prevenir e se proteger de um infestação de roedores.

Lembramos sempre que medidas como a limpeza do ambiente e seus arredores são de extrema importância. Não deixe acumular entulho, evite lixo aberto e tenha atenção ao seu descarte e recolhimento.

As principais medidas preventivas para qualquer controle de pragas dentre elas os roedores visam eliminar ou minimizar as condições ambientais que propiciem sua proliferação, que são: Água, Abrigo, Alimento e Acesso. Estas medidas são conhecidas como plano de eliminação dos 4As.

Se você não fornecer essas condições aos ratos, eles não ficarão em seu ambiente.

Nos últimos tempos, temos visto diversas reportagens sobre infestações de roedores dentro de nossas cidades, como no Setor Sudoeste em Brasília/DF. Um dos maiores motivos para favorecimento desta situação é infelizmente a falta de Senso de Coletividade de nossa população. É alimento em excesso descartado de forma errada, muito abrigo para que possam se esconder com acesso rápido. Saem da toca, buscam estes alimentos e voltam tranquilamente. 

Só para conhecimento, o Setor Sudoeste é um bairro que só tem condomínios comerciais e residenciais. Um condomínio pode até fazer o controle químico adequado mas se os outros não fizerem dificilmente terá êxito.

O roedor que está próximo à uma edificação na qual seu administrador se preocupa com o “plano de eliminação dos 4As” pode simplesmente ir na edificação vizinha para se alimentar e adentrar numa área comercial ou residencial que segue os cuidados à risca.

Ratos não conhecem as fronteiras. Infelizmente nas grandes cidades não existe o controle de roedores baseado na cadeia alimentar, pois não temos nas ruas muitos dos seus principais predadores naturais que são os gatos, os cães, as raposas, as corujas, as aves de rapina e as cobras.

Faça com que essas informações chegam também aos seu vizinhos e comunidade para que a prevenção seja feita por todos afinal, o abrigo pode estar na casa do vizinho e o roedor ir buscar alimento na sua casa. Se cada indivíduo se preocupar com isto, estará realizando sim o Controle Racional de Pragas e contribuindo para uma melhor Coletividade. 

O Controle Racional de Pragas visa minimizar o uso abusivo e indiscriminado de praguicídas. É uma seleção de métodos de controle e o desenvolvimento de critérios que garantam resultados favoráveis sob o ponto de vista higiênico, ecológico e econômico. Para se fazer isso, os hábitos e ciclos de vida de muitas pragas devem ser entendidos e as medidas apropriadas para resolver estes problemas devem ser implementadas.

Portanto, vamos contribuir coletivamente para o Controle Racional de Pragas e minimizar os riscos de infestação desses animais. Para se ter idéia, é estimado que a cada rato visto durante a noite, existem 100 ratos escondidos e para cada rato visto durante o dia, existem 200 ratos escondidos.

Se ainda sim você precisar de um serviço de desratização sério e preocupado com o bem estar de todos, lembre-se que desratização é na Ecologic.

Gostou do que você leu aqui? Compartilhe a informação.